Asas do Amor!


Sinto falta das nossas conversas
Sinto falta dos assuntos leves
E outras conjecturas
O filme que nos tocou
Á musica que alcançou nossa alma
As coincidências do destino
Que jamais existiram
O acaso que inteligente
Une corações assim...

E o medo de perder de vista
A importância dos minutos
O antes e o depois mágicos
Pois o durante uma viagem as estrelas
Nada obvio ou eventual
Uma necessidade de alma
De pele de momentos especiais

Sinto falta
Do perigo que o abismo do amor
Proporciona-nos
Mas ao jogar-nos percebemos
Que o amor nos dá asas...
E se a vida as corta
Que triste viver com os pés no chão...

 
Autora
Liê Ribeiro
Poetisa.
01/09/2012

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.