Gestos falam mais que qualquer palavra!


 
 
Se eu pudesse ver
Além de esse meu olhar real
Talvez enxergasse melhor
A beleza de o seu ser.
Quando nos resumimos
A matéria
Densa e perecível

Tudo fica frio e previsível
Se pudéssemos segurar as nuvens
Tocar as estrelas
Beber do leite da lua

Talvez amassemos de verdade
E a vida não ficasse resumida
Entre o ontem e o amanhã
Pois se não percebemos

O hoje já passou...
Se eu visse o mundo como você
Imagem e som
Cores e uma concretude quase imortal

Nenhuma emoção que não seja verdadeira
O que é sofrimento para sua compreensão?
Se você pudesse adentrar na alma de sua mãe
Veria quantas dores ela tenta vencer dia a dia.

Mas há um amor escondido em seu olhar
Existe uma melodia definitiva
Que traduz seu coração
Aos poucos eu acho que vivo nele
Aos poucos eu sinto teu carinho breve

Apaixonadamente poético
Mas eu me pergunto
Será que apesar de tão incoerente,
Eu mereço?
Gestos falam mais que qualquer palavra!

 
Autora
Liê Ribeiro
Mãe do Gabriel/autista.
14/09/2012

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.