A perfeição da diferença!


 
 
 
Já corri por tantas estradas pedregosas
Feri meus pés
Essa trajetória única
Calejei minhas  mãos
Na labuta diária...

Derramei todas as lágrimas
Que alguém pode chorar
Enxuguei muitos prantos
Achamo-nos quando nos perdemos
Releve minhas incoerências

Você não é culpado de coisa alguma
O amor que venceu a distancia
Rompendo todas as barreiras
Impostas pelo destino...

Nenhuma exigência para ser o que não se é?
E buscar incessantemente a tal felicidade
Que acolhe sem exigir retorno...
Pois simplesmente o arranjo vem dentro
O moldar as formas sem machucá-las...

A corda que se rompe
O voo em queda livre
No abismo do autismo
E percebers-e plainando

Entre a razão e o coração
Engana-se a filosofia
Não há mistério que não se descubra
Quando deixamos o amor nos guiar

Mas se ainda insistimos
Em querer transformar querela
Em um retalho mal ajambrado...
Do que imaginamos ser normal
Sinceramente,
Prefiro a perfeição da diferença.

Autora
Liê Ribeiro
Poetisa amadora
Mãe do Gabriel/autista
06/12/2012

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.