Viver e aprender!






Entre a realidade dos falsos
Prefiro a verdade dos justos
Jamais acaba o trabalho
É constante a luta

Mas no momento de descanso
Nada a pensar...
Nada a conjecturar
A leitura do silencio.

Que pulem os tolos
Que repousem os virtuosos
Carrego minha consciência
Nem maliciosa, nem pura.
Altos e baixos

É duro o aprender
Mas é constante
O instante de luz
Que a escuridão teme.
Não me apego a gloria do momento.
Prefiro a lição do tempo.

Autora
Liê Ribeiro
Poetisa amadora.
28/12/2012




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.